quarta-feira, 11 de junho de 2014

Dos porquês, e eles são muitos

Quando eu era criança, eu escrevi um livro. Foi num caderno do cometa Halley, já entregando a idade. Uma amiga da minha mãe datilografou, eu fiz os desenhos e tiramos xerox das páginas. Desisti da empreitada porque cansei de pintar todas as ilustrações de todos os exemplares uma a uma.

A Silvia de 7 anos gostava de escrever e de desenhar. Ela podia até não fazer isso muito bem, mas ela gostava, e ela tinha todo o tempo do mundo pra aprender. Até que a vida passou por cima dela.

Ela começou a ler livros bons e a ver desenhos bonitos, e no lugar de colocá-los numa gavetinha do cérebro com a etiqueta "inspirações", ela se intimidou. Achou que nunca ia escrever uma coisa tão bonita, nem desenhar tão bem. Começou a conhecer pessoas incríveis, que eram referência nisso que ela gostava de fazer, achou que nunca ia ser uma dessas pessoas e desistiu.

Até engenharia ela estudou. Pra tu ver como a gente se perde na vida.

Tô contando essa história pra tu entender porque eu escolhi, com um pouco mais de carinho, respeito e experiência, fazer livros e cadernos pra você. Pra mim eles foram, e ainda são, o lugar no mundo onde eu posso realizar meus sonhos mais antigos. Onde eu posso escrever as minhas histórias, e desenhar os meus desenhos. Onde eu posso abraçar a Silvia de 7 anos e dizer pra ela que tudo bem. Que ela pode e deve fazer o que ela gosta de fazer. E que ela é massa.

Eu faço esses cadernos pra você voltar pra casa.

8 comentários:

Dani Brandão disse...

Que lindo, Silvia! Me emocionei. A Dani de 7 anos ia adorar brincar de criar com essa Silvia aí. ;)

Beijos

Ana disse...

Um cafuné na lembrança da gente... delícia de texto rápido.
Faz a gente recordar que tinha sonhos mil e achava que iria se tornar tudo no futuro, né?
Tenho minhas histórias guardadas nas agendas gordas do passado, guardei muita coisa, uma dia eu posto, um dia eu mostro ou apenas leio pra mim. Sei lá, dou de presente para minha filha...
Beijo gostoso pra tu.
Sempre foste linda <3

http://picoledepipoca.com.br disse...

Lindo! A Lilian de 7 anos fazia cartões do Snoopy e com certeza lhe mandaria um. : )

☆ Nay Bustamante ☆ disse...

Nossa adorei!! A Nayrana de 5 anos iria adorar conhecer a Silvia. Ela iria se identificar muito com ela. E com certeza iria pintar todas as páginas. Quantas vezes forem preciso. :) Só para ver sua amiguinha feliz!

Kátia disse...

Que emocionante, Sílvia! A Kátia, de 7 anos colecionava alguns poucos papéis de carta e lá pelas tantas, se atreveu a fazer poesias...
Amei, tá colocando em prática de forma linda os conselhos do Decola!
bjo

Anônimo disse...

Que lindo, Sil! Fico emocionada e orgulhosa com essas lembranças que a cada dia se tornam mais queridas. Vou procurar o teu livro, tenho certeza de ter alguns exemplares. Segue fazendo o que te faz feliz. É o melhor da vida! Fátima

Anônimo disse...

Fico feliz. Torço para que a Silvia de 7 anos te mostre o caminho e vocês juntas não deixem mais a vida passar por cima de vocês. :)
beijão! Lila

jeito da dani disse...

Gratidão é pouco. inspiração... eu guardo ainda e desde menina meus diários, e alguns desenhos que achei relevante... ainda estou arquiteta, mas não sei bem por quanto tempo. até q faço isto direito... mas tem outras coisas q faço com mais tesão na coisa... desenhar e escrever... pintar, cortar e recortar... portanto... obrigada. a Dani de dentro ficou pulando ao ver o texto, me dizendo... ta vendo, ta vendo? que ce ta esperando em? deixa eu sair !!!